Decepções resumidas: empresas das quais devo manter distância

por Marcos Elias

Estou sem blogar há um bom tempo, né? Esses dias andei pensando numas coisas para postar aqui. Especialmente referentes ao meu jogo de ônibus em desenvolvimento, podendo compartilhar algumas dicas e técnicas para a Unity 3D (a Unity engine de jogos, não a interface do Ubuntu, de mesmo nome).

Fuçando nas malocas em casa encontrei alguns produtos velhos, ou partes deles… Que comprei e usei pouquíssimo tempo. Arrependimento, sabe? Perda de tempo, dinheiro…

Tablet da Positivo? Parei no “Positivo”…

Entre eles está o tablet Positivo Mini Quad. Eu gostei do produto, falei bem. Mas bastaram algumas horas para encarrar a real do aparelho: uma porcaria. Não no hardware, num primeiro momento, mas na compilação porca do Android, entregue com bugs grotescos. E com a irresponsabilidade da fabricante, que nada fez para atualizar o sistema ou pelo menos revertê-lo a uma versão mais antiga. Um tablet que não mantém nenhum app em segundo plano, nem o tocador de música, não dá, né?!

Depois de gastar tanto tempo, energia e esforços, decidi me desfazer do meu – literalmente quebrando. Lixo se joga no lixo. Decepção enorme, apesar dos primeiros momentos terem sido atrativos. Confira meu review do tablet da Positivo na época e entenderá o que falo.

Foi um produto que adquiri numa fase meio embaçada, de crise e corte de custos. E que no final me prejudicou, me tomou mais tempo e me deu dor de cabeça, sem entregar o que prometia. Queria testar meus apps nele, mas diante da instabilidade do sistema… Nada feito, acabei atrasando minha entrada na produção de jogos para Android por conta dessa desgraça. E não era caso isolado, pra piorar. Há relatos de dezenas e dezenas de pessoas com o mesmo problema na personalização do Android que veio nele: não mantém apps em segundo plano. Produto inutilizado, visto que usava um processador Intel e não havia nenhuma ROM alternativa, dessas tipo Cyanogenmod. Provavelmente vou passar o resto da minha vida sem comprar NADA da Positivo, duvidando de todos os reviews que os grandes sites fazem dos produtos dela. Afinal não usam, apenas testam… Por poucas horas. A realidade é bem diferente. O que é uma pena, pois acreditei no potencial da marca, ainda que tenha comprado com um pé atrás. Deveria ter ficado com os dois.

Celular da Microsoft é furada!

Fora ele, outra enorme decepção: a linha Lumia e o sistema mobile da Microsoft. Foram uma sequência de decepções, na verdade. Uma mais profunda que a outra. Windows Phone 8 no Lumia 620, em 2013. Interface revolucionária. Adorei o tom preto. Mas que lixo, não grava ligações? Até um celular simplão da Blu gravava… Po, Microsoft! Mas quem dera a decepção fosse só essa. Não dava para passar músicas recebidas no WhatsApp para o PC, nem visualizar os arquivos de forma decente… Gravadores de voz? Só fazendo upload do arquivo, porque não dava para acessar no PC… PQP! O sistema de armazenamento limitado foi ridículo: a Microsoft deve ter ficado tão manchada com a insegurança do Windows nos desktops, que decidiu radicalizar, fazendo um sistema todo travadão onde os apps não conseguiam acessar os arquivos dos demais. Nem com permissão do usuário, era bloqueado via APIs, por tudo o que vi e pelas dezenas de apps que testei para lidar com fotos e textos…

Os tempos foram outros depois: 2014, Lumia 630, Windows Phone 8.1. Várias coisas foram corrigidas, incluindo o sistema de arquivos, que agora permitia lidar com um gerenciador de arquivos completo. Uau! Mas e gravação de ligações, pode? Não, não pode. Sistema mais lixo de todos! Pior que eu curti diversas outras características do sistema, a começar pela interface, robustez e aparente leveza. Fora as fotos, as câmeras da Nokia eram espetaculares. Eram.

2015, Lumia 730, Windows 10 Preview. Gravação de ligação? Nops. Apps e jogos? Ainda poucos. Só promessas. O cúmulo do cúmulo foi quando não consegui rodar meus jogos feitos na Unity nele. Fiz todo o recomendado, perdi a conta de quantas vezes restaurei aquela desgraça…

Gostei muito, recomendei para amigos, mas no final terminei decepcionado. Um Lumia oferecia uma experiência melhor do que a maioria dos Androids da mesma faixa de custo. Isso é fato. Até aqui cheguei a indicar: veja meu artigo Android vs iPhone vs Windows Phone, qual celular não comprar.

Os números do mercado confirmam: o Windows na cena mobile foi um fiasco total. A plataforma tinha muito potencial, mas a Microsoft errou, e errou feio em vários aspectos. Acabou não investindo como deveria no próprio sistema. Fadado ao fracasso, poucas vendas… Deu no que deu. Não terei outro Windows Phone tão cedo, vai levar uns 30 anos para acreditar em algo da Microsoft no ramo mobile.

É tenso que o sistema parece bom, tipo os tablets com Windows… Dariam um banho e tanto no Android na mesma faixa de preço, mas a MS não se mexe… Incrível :( Sem falar da desgraça do Windows RT, que não roda apps “normais”, me refiro ao Windows x86 ou mesmo ao Windows 10 Mobile, que poderia muito bem ser usado numa tela maior. Mas…

Aos poucos os fãs da plataforma foram caindo na real. Defender um barco furado é utopia, cada vez mais gente foi caindo fora, sites especializados e fanboys foram sendo deixados de lado… Até pessoas bem engajadas com o sistema caíram na real também e o abandonaram. Né, Carol? :p

Windows 10? Affz…

Ainda no ramo da Microsoft, outra decepção imensa: o próprio Windows 10 nos desktops. Eu já estou sem paciência para listar o porque odeio esse sistema, e evito utilizá-lo ao máximo. Mesmo tendo gostado da interface e das novidades, usei o preview por um bom tempo… Quando lançou, não deu. Forçar o uso de um antivírus? Não quero, poxa! [insira um palavrão aqui]. Forçar o uso de atualizações automáticas? Em algumas circunstâncias também não quero, [censurado]! Máquinas virtuais, PCs lentos, com internet limitada, com pouco espaço, etc… São tantos os casos em que prefiro deixar a atualização automática desativada… Não bastasse isso, depois da atualização de outubro ou novembro de 2015 o meu sistema parou de instalar as atualizações. Uma parcela de usuários mundo afora passou por isso, eu incluso… Mas não todo mundo. Foram horas e mais horas perdidas, sem solução. Nem o .NET Framework conseguia instalar, dava erro no final… Tenso. Consegui resolver apenas reinstalando o Windows por cima, mantendo os apps – pelo menos isso. Mas lembro que tive que baixar uma ISO atualizada, a que usei originalmente não funcionou. Isso que era sistema original, peguei naquela promo de lançamento.

Um belo dia contei as horas perdidas com essa desgraça de sistema, as dores de cabeça envolvidas e cheguei a conclusão que não valia a pena. Fora tudo de ruim, tive que ficar sem acesso ao Movie Maker e ao software da minha webcam… Sem ele, não podia controlar o foco. Windows 10 = LIXO, decepção. Tem seus méritos, lógico, mas foi muito mal lançado. Causou falsas expectativas aliadas a um monte de problemas para muita gente. Ah, citei que minha webcam era da própria Microsoft, a Lifecam Cinema?! hehe. Ela não suportar o software de um produto seu mesmo foi de matar.

Hoje ainda vejo amigos com problemas aparecendo de vez em quando, especialmente no Windows Update, que volta e meia para de baixar atualizações. Dou risada. Estou livre e bem no Windows 7, com tudo funcionando. Amo Linux, mas ainda dependo do Windows para alguns programas e jogos – como o simulador de ônibus OMSI ou a Unity 3D, que tem uma versão experimental para Linux mas ainda não é lá aquelas coisas.

Só vou usar uma nova versão do Windows depois do 10, ou quando não puder mais mesmo continuar no 7. Chega, sabe? Não sou mais aquele adolescente que adorava ver problemas nos sistemas para ir lá aprender a corrigir. Quero algo que simplesmente funcione, para que eu possa me concentrar no que mais importa! Meu trabalho, minha arte, meu game. Se algo básico vindo de um grande fabricante demora mais de meia hora para ser resolvido, já desconsidero.

Logo que o Windows 10 foi lançado fiz um vídeo, onde fui bastante criticado – e também elogiado. Vários pontos ali citados mudaram de lá para cá. A opinião do pessoal ficou bem dividida, gostei de ver, likes e dislikes bem equilibrados!

Se quiser conferir meia hora de eu falando mal do Windows 10, com argumentos da época:
https://www.youtube.com/watch?v=QsVcSGDq3mM&t=6s

Como falei, muita coisa mudou de lá para cá… Mas não tudo. Esse Windows ainda não está pronto para o mercado, ao meu ver. Tem qualidade pior que de beta. Estava mais feliz usando o preview do Windows 10, por incrível que pareça!

Conclusão: sem Positivo nem Microsoft por muitos anos!

Fiz o que fiz com o Android: fiquei um bom tempo sem usar nada da plataforma, por tamanhas decepções com diversos produtos intermediários – e outros nem tão intermediários assim. Ao ver propaganda de Android da Positivo o jeito é dar risada, coitado de quem cair. Não atualiza o sistema e não arruma bugs… É tenso. Comprar algo defasado já de fábrica, e mal testado… Depois do Mini Quad vocês vão ter que ralar muito para passar confiança em termos de produtos com Android.

E da Microsoft… Bem, enquanto o que eu precisar rodar funcionar no Windows 7, estou bem. Tranquilo. Fico sem as novidades, mas pelo menos o que tenho funciona. Sei que ao ligar o computador não terei nenhuma surpresa desagradável, pelo menos não na questão do software. Já com o Windows 10 cada dia era uma caixinha de surpresas. Celular da Microsoft então?! hahaha passo longe agora. Quem sabe um Android da Positivo seja menos pior do que um Lumia ou Surface Phone. Já que o software vai estar problemático de qualquer jeito mesmo… :p

comments powered by Disqus